Pandemia – Desigualdade Social

Sustentabilidade se faz em casa!

Pandemia – Desigualdade Social

A enorme desigualdade social e econômica no Brasil ganhou uma grande evidencia na pandemia.

A enorme desigualdade social e econômica existente no Brasil ganhou uma evidencia diferenciada no contexto da pandemia do corona vírus e, portanto, exige um esforço conjunto imediato de todos os segmentos da sociedade para tornar as cidades mais inclusivas e justas socialmente na perspectiva futura.

-Esta tem sido uma das principais mensagens da pandemia ou a principal-Cidades Inclusivas

Algumas questões são desafiadoras agora. E a desigualdade esta no centro.

Hoje, são 15 milhões de desempregados (aproximado, pois esta em aceleração), ou seja,  já passamos dos 100 mil mortos por Covid-19.Muito se fala em pós-pandemia,porem o problema é agora.

Com milhões de pessoas vivendo em favelas no Brasil, cerca de 40% delas certamente tem dificuldade de acesso ao uso regular da água e ao sabão.

Parte dessas pessoas que estão nessa situação não tem o direito ou possibilidade ao isolamento social por uma questão de falta de infraestrutura básica e habitação.

A pandemia esta escancarando as desigualdades entre os cidadãos do país com por exemplo, o atendimento de saúde (incluindo remédios e alimentação), as moradias e infraestrutura básica, transporte coletivo, emprego e renda, escolaridade profissional, a desigualdade é latente e resulta em resultados trágicos de mortes.

Em conclusão,  a pandemia é mais cruel para aqueles que menos têm..

Pandemia – Desigualdade Social

Pandemia – Desigualdade Social

Em primeiro lugar, é necessário um plano de proteção social e a execução de uma agenda mais inclusiva para as cidades e os seus habitantes.

A pandemia confirmou que a gente só vai ser bem sucedida como pais se o ecossistema for para todos.

Nesse contexto a iniciativa privada deve ser o protagonista na reorientação dessa agenda, para uma economia mais justa, limpa e inclusiva.

As empresas precisam parar de pensar só em gerar resultados e começar a gerar valores. Valores compartilhados.

O setor privado tem a obrigação de assumir suas responsabilidades para combater a desigualdade social e econômica entre as pessoas do país.

As obrigações e responsabilidades para uma atuação forte e decisiva na diminuição das desigualdades entre os brasileiros não depende somente dos  poderes públicos e ações de governo, ou seja, depende também e fundamentalmente do setor privado e a implantação consciente de um capitalismo de interesse publico.

O setor privado tem que assumir suas responsabilidades para a promoção do desenvolvimento sustentável.

Impossível pensar em desenvolvimento sustentável sem promover a igualdade de oportunidades e direitos entre os seres humanos.

Fontes: www.comprasustentavel.com.br

www.cebds.org/desigualdade-social

Mostrar mais

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo