Suspensos 79 lotes da fralda Turma da Mônica.

Suspensos 79 lotes da fralda Turma da Mônica.

A ANVISA suspendeu 79 lotes da fralda Turma da Monica e optou por ordenar a retirada dos produtos do mercado.

Decisão foi tomada em razão do fabricante não comprovar a realização de ensaios de irritação na pele e estabilidade. Empresa também não informa em que condições de umidade e temperatura o produto pode ser armazenado e utilizado.

As fraldas descartáveis Turma da Monica Tripla Proteção são fabricadas por Kimberly-Clark Brasil Indústria e Comercio de Produtos de Higiene Ltda.

A suspensão ocorreu segunda-feira (18-06), a decisão decorre do fato do fabricante não informar na rotulagem em que condições de umidade e temperatura o produto deve ser conservado e utilizado, o que pode ocorrer reações alérgicas.

Alem disso a empresa não comprovou o cumprimento dos requisitos previstos, como ensaios de irritação cutânea e sensibilação. Também não foi apresentado o estudo de estabilidade para o material utilizado.

A resolução da ANVISA determina que a empresa recolha o estoque existente no mercado.

 

OUTROS PRODUTOS SUSPENSOS:

O lote D17BRMPO8 5 da Pimenta do Reino Preta em Pó da marca Kitano,com validade até 30/09/2018 foi proibido pela ANVISA. O produto é fabricado pela empresa General Mills Brasil Alimentos LTDA. A analise foi feita pelo Laboratório Central Dr. Giovanni Cysneiros –Lacen-GO. Ficou constatada a presença de coliformes a 45ºc, que é indicador de contaminação fecal em alimentos, e o Escherichia coli, uma bactéria gram negativa que é capaz de causar gastrenterites.

Com isso, o lote da pimenta esta proibido em todo o território nacional.

 

 

Três proibições: alegações falsas e falta de registro

Produtos prometem cura sem qualquer comprovação ou registro. Pratica pode ser considerada crime.

Três produtos proibidos pela ANVISA estavam sendo comercializados com alegações terapêuticas e de forma irregular, já que são considerados clandestinos. Em alguns casos não é possível identificar nem mesmo que é o verdadeiro fabricante. Ou seja, são produtos de origem desconhecida e à margem da vigilância sanitária.

 

Chá da Vida

Foi proibido segunda-feira (18-06) o produto Chá da Vida que era comercializado sem registro. O produto era fabricado pela empresa clandestina Primavera Comercio Produtos e Medicamentos Naturais Ltda. A promessa era curar doenças, como pré-diabetes, diabetes tipo 2,colesterol e perda de peso.

GarciniaCambogia

O GarciniaCambogia da marca FrutaPlantalife,importado pela empresa Life Import Ltda, foi proibido por falta de registro ou notificação na Agencia. O medicamento prometia perda de peso, aumento de metabolismo,reduzir o estresse,combater a depressão,baixar o colesterol e regular o açúcar no sangue.

Kirkland Minoxidil 5%

Na sexta-feira (15-06) também foi proibido o produto Kirkland Minoxidil 5%, alem de não ter registro, era fabricado por empresa desconhecida e comercializado pela internet. O medicamento prometia crescimento capilar masculino a curto prazo.

São muitos os produtos irregulares!

 

 

Toda a atenção é necessária nas compras de produtos. Atenção nos rótulos com a descrição do conteúdo e respectiva autorização dos órgãos de controle.

Especial atenção com medicamentos e alimentação.

Mostrar mais

Artigos relacionados

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Botão Voltar ao topo